Veja como cultivar hortênsia em vaso: uma linda flor que perfuma a casa toda

A hortênsia é sem dúvida um dos arbustos floridos mais bonitos para se ter em casa, não é necessário ter jardim ou espaço exterior para lhe dedicar.

Com suas cores vivas, a hortênsia é uma planta que se presta muito bem ao cultivo em vasos.

Para obter uma planta grande, você precisa começar escolhendo a variedade de sua preferência e depois determinar o tipo de vaso e solo mais adequado às suas necessidades. Existem certos tipos de hortênsias que requerem um vaso grande. Recomendamos usar argila ou cascalho no fundo, mas não pires, pois isso pode causar estagnação excessiva de água.

vaso de hortênsia

Hortênsia em vaso – Fonte: spm

Ao comprar uma hortênsia, a primeira coisa que você deve pensar é encontrar um local agradável onde ela possa receber luz, mas também sombra.

Na verdade, como muitas outras plantas, a hortênsia não gosta de luz solar direta, mas vive de luz. Uma boa área sombreada é o ideal! As hortênsias crescem bem em solo ácido, ou seja, solo com pH entre 6,5 e 4,5. Suas belas cores dependem muitas vezes da acidez do solo: aquelas que tendem para o rosa ou vermelho granada preferem um pH alto de 6 ou às vezes até 7, enquanto aquelas que tendem para o azul preferem um pH muito ácido, entre 4 e 5. Dependendo de a cor da sua hortênsia, experimente melhorar e mudar o solo.

vaso de hortênsia

Hortênsia em vaso – Fonte: spm

No inverno não vai dar muitos problemas, mas no verão é preciso ficar atento ao calor, pois essa planta não gosta de altas temperaturas. Se você decidir manter a planta dentro de casa, mantenha-a longe de qualquer fonte de calor, mesmo no inverno.

Você vai precisar de um pote grande com diâmetro de pelo menos 40 cm e colocar argila expandida no fundo.

Então você pode tirar a planta do vaso. Você notará que tem raízes grossas. Corte as raízes antes de colocar a planta no novo vaso!

Este passo é muito importante, caso contrário a planta terá dificuldade em espalhar as raízes e morrerá rapidamente. Não coloque a planta muito fundo, mas alguns centímetros acima do solo (para evitar o apodrecimento das raízes durante a rega).

A primeira rega deve   ser abundante, depois deve ser ajustada de acordo com a estação. No verão, para combater o calor, considere regar uma vez por dia. Porém, tome cuidado para não regar as folhas para evitar doenças fúngicas que podem afetar suas plantas.

O primeiro nó a cortar quando se deseja fazer uma muda de hortênsia.

cortando hortênsia

Corte de hortênsia – Fonte: spm

No que diz respeito à fertilização, recomenda-se a utilização de fertilizante líquido, a ser adicionado à água de rega pelo menos uma vez por semana.

O cultivo, porém, é feito por corte e é bastante simples.

Como tirar mudas?

As estacas de plantas herbáceas podem ser colhidas com o crescimento verde fresco da planta (não em flor), entre junho e agosto, ou podem ser colhidas durante o período de repouso vegetativo, que ocorre entre outubro e dezembro.

Neste caso, faça uma estaca semilenhosa.

No verão proceda da seguinte forma: corte a gema a uma altura de cerca de 30 cm, depois corte novamente a gema depois de identificar o primeiro nó (onde crescem as duas folhas na parte inferior); retire também essas duas folhas e junte todas as outras com uma mão para poder cortar a parte superior das folhas restantes. Neste ponto o seu broto deve ficar mais ou menos assim e está pronto para ser colocado em um copo com 2-3 cm de água:

folhas de hortênsia

Folhas de hortênsia – Fonte: spm

Aqui vai uma dica para enraizar melhor seu corte:

Use meio comprimido de aspirina efervescente! Não se esqueça de trocar a água a cada dois dias (substituindo também a aspirina), por um período de pelo menos 40 dias. Depois de alguns meses você notará o desenvolvimento de algumas pequenas raízes, então é hora de preparar um vaso. Lembre-se sempre de que as estacas reproduzem uma planta idêntica à planta-mãe.